Passos
quarta-feira, Abril 02, 2003
      ( 3:15:00 da tarde ) Letícia  

Pause

Teu corpo emitia um som agudo
Um oboé assim distante
Uma flauta de um xamã
Um violino

De teu corpo vinha o som de uma sirene
E eu ali, alerta
Sem saber se fugia de
Ou para ti

E teu corpo se desfez em supercordas
Estivesse eu mais longe e não teria percebido.

Estivesse mais perto
E teria te salvado. #




Aqui tambem:
Ten Ryu
Sognare

archives:


pé ante pé.. a caminho do que vir?.

Powered by Blogger