Passos
terça-feira, Maio 28, 2002
      ( 10:44:00 da manhã ) Letícia  

Meia noite e meia

Ela sorriu e o tempo parou
Eu parei
O tempo congelou
Eu só congelaria se ela chorasse.

Ela tocou meu rosto com as mãos,
Meus olhos
E soprou em minha boca uma estrela que caiu
O tempo correu
E foi como uma dúzia de luas que nasce.

Não sei se é real o chão que pisei
Ocasos de gris
Fortalezas de areia
Ela partiu e o relógio chorou
Em lágrimas de pó:
Meia noite e meia. #




sexta-feira, Maio 10, 2002
      ( 4:24:00 da tarde ) Kel  

umbigüidades

... e eu lambi a testa dele.

(da última paixão. 10/05/02) #




Aqui tambem:
Ten Ryu
Sognare

archives:


pé ante pé.. a caminho do que vir?.

Powered by Blogger